Por aqui se fazia a entrada no Palácio e permanecia a Guarda Real - que dá o nome a esta sala - quando a Família Real estava em Mafra.

A pintura do tecto, de Cirilo Volkmar Machado, representa "O Precipício de Faetonte", personagem mitológica que tendo conseguido de seu pai Hélios o carro com que este iluminava o mundo, perdendo o domínio dos cavalos, pôs em perigo a Terra e o Céu. Zeus, guardião da ordem do Universo, fulminou-o com o seu raio lançando-o no rio Erídano.

Sala da Guarda
Pintura do tecto representando "O Precipício de Faetonte"

Sala da Guarda
Sala da Guarda